sexta-feira, 29 de maio de 2020

Asces-Unita comemora 60 anos de história

Onze de maio é o dia em que o Centro Universitário Tabosa de Almeida (Asces-Unita) completa 60 anos de história. Fundada em 1959, a Instituição foi pioneira no ensino superior do interior do Norte e Nordeste, mudando o cenário acadêmico regional e acompanhando a trajetória de desenvolvimento da região Agreste. Durante este ano, várias ações estão sendo celebradas institucionalmente para lembrar a data, e o mês de maio terá um destaque especial.

No dia 14, alunos da instituição irão comemorar com o já tradicional bolo de aniversário promovido nos dois campi e no Polo Agreste, onde poderão confraternizar e lembrar esta data especial. Já no dia 22, uma cerimônia será realizada durante a abertura do Congresso Multidisciplinar para homenagear alguns personagens que fizeram parte dessa história. Estudantes, professores, colaboradores e autoridades farão parte da ocasião. A solenidade será realizada no Centro de Convenções do Senac.

Tendo o compromisso socioambiental como um dos seus pilares, o projeto Asces Sustentável também entrará como um dos marcos comemorativos durante este mês. Entre os dias 21, 22 e 23, a campanha coletará lixo digital, como computadores inutilizados, celulares e outros eletrônicos, roupas e livros em bom estado de conservação.

Alguns eventos que já fazem parte do calendário acadêmico tiveram edições especiais este ano, como o Encontro Pedagógico e o Encontro de Profissões. Outros ainda estão por vir, como as cerimônias de colação de grau, o Asces-Unita Portas Abertas, o Férias no Campus, o Congresso Multiprofissional em Saúde e o XX Congresso de Direito.

História marcada pela inovação

A história de pioneirismo da Asces-Unita tem início no fim dos anos cinquenta, quando trouxe à região a possibilidade de formação superior. Entre a criação da Instituição e a autorização dos primeiros cursos por parte do Ministério da Educação (MEC), em 1959, foram dois anos de muito esforço. Vieram, então, os primeiros cursos de Direito e Odontologia do interior nordestino. A partir daí, outros cursos vieram e ampliaram a oferta para os estudantes da região, sendo atualmente 23 de graduação e mais de 30 de pós-graduação.

Em 2016, outro marco importante na história veio com o credenciamento para Centro Universitário, ganhando mais autonomia e representatividade no cenário educacional. Os 60 anos agora apontam para o futuro, com o planejamento de continuar avançando e se consolidando como umas das mais importantes instituições comunitárias de ensino superior.

Explode Coração traz romantismo e sofrência para Caruaru neste sábado

A casa de shows Arena Caruaru realiza, neste sábado (11), a festa “Explode Coração”, que vai misturar romantismo e sofrência com os cantores Amado Batista, Léo Magalhães, Zezo e Pablo.

Em mais de 42 anos de carreira, o cantor Amado Batista gravou 40 discos, vendeu mais de 35 milhões, recebeu centenas de prêmios, entre eles, 28 discos de ouro, 28 discos de platina e um de diamante. Em seu último álbum comemorando 40 anos de carreira, o cantor mais Amado do Brasil traz três músicas inéditas e 11 regravações. Em Caruaru, o artista deve animar os fãs com os sucessos como “Princesa”, “Amar,amar”, “Chance”, “Meu ex-amor”, “Menininha meu amor”.

Já o potiguar, Zezo, traz o melhor da música romântica com muitos sucessos que marcaram a vida de fãs e admiradores. Ele que já foi conhecido pelo seu teclado, hoje, traz o instrumento apenas em um lugar especial na sua história e conta com uma equipe composta por banda e técnicos especializados. O músico promete um repertório com canções de forró, xote, pé de serra, sertanejo e brega romântico, estilo do qual ficou conhecido pelo apelido de ‘O Nordestino Apaixonado’. No repertório, sucessos como “Sonhei com você”, “Tortura de amor”, “Risque” e “Último Julgamento”.

O rei da sofrência, o cantor Pablo, aporta em Caruaru para fazer uma “viagem musical” pela carreira do artista, passando pelas primeiras músicas até os sucessos mais recentes, como o seu novo hit, “Seu ex é feio”. Pablo voltou com tudo às paradas de sucesso com a música “E aí, bê?”, lançada no final de 2018, com clipe que já ultrapassa a marca dos 30 milhões de visualizações YouTube. No repertório também não vão faltar canções como “Bilu bilu”, “Fui fiel”, “Vingança do amor” e a obrigatória “Porque homem não chora”. Com uma voz estridente, o cantor se intitula como principal representante do gênero arrocha no Brasil. Foi gravado por artistas consagrados, como a cantora Maria Bethânia, que colocou no seu repertório a música “Vingança do amor“.

Fechando a grade atrações, o cantor Leo Magalhães volta a Caruaru com o show do CD “Mais pro bar do que pra casa”, gravado em janeiro deste ano em São Paulo. Com 16 anos de carreira, 16 CD’s e seis DVD’s, Léo Magalhães vem colecionando sucessos, e conquistando o público com seu carisma, talento e humildade. No CD “Mais pro bar do que pra casa” , o cantor selecionou um repertório para lá de especial, entre as 19 faixas estão releituras de “Fogo e Paixão” de Wando e mais dois medleys – “ Diz Pra Mim / Fonte de Desejos” e “Sintonizo o Coração / Depois Que Você Matar Meu Coração”. Com o dom de se reinventar e acompanhar as novas tendências, sem perder sua essência, Léo Magalhães ficou entre os artistas mais tocados em 2018 com a música “OI”.

Os ingressos para o “Explode Coração” podem ser adquiridos na sede da Arena Caruaru, no quiosque localizado no primeiro piso do Shopping Difusora, na Banca de Revistas Terceiro Mundo e no site www.arenacaruaru.net. Os valores variam de R$ 50 a R$ 190, dependendo da área.

Show Exclusivo no Open

As pessoas que compraram o acesso para o open bar ou camarotes do show “Explode Coração”, além de aproveitar as bebidas, como: vodka Smirnoff , uísque Johnnie Walker – Red Label, gym Beefeter London, Pitú Gold, Pitú Cola, cerveja Petra puro malte, cerveja Itaipava, refrigerante e água, poderá conferir um show exclusivo com o príncipe do brega, Kelvis Duran, que trará o melhor do tecno-brega pernambucano para Arena Caruaru.

Canções como “Perdoa-me”, “Contigo na cabeça” e “À deriva”, estarão no repertório do artista, que deve colocar todo mundo pra dançar no intervalo entre os shows de Amado Batista e Zezo.

Line Up

20h – Abertura dos portões

20h – DJ Renato Vilela

21h30 – Pablo

23h15 – Zezo

(Kelvis Duran, no Open Bar)

1h – Amado Batista

2h45 – Leo Magalhães

Dia das Mães no Polo Caruaru

O Polo Caruaru preparou uma programação especial para o Dia das Mães. Afinal de contas, elas merecem um mimo e muito amor, não acham?

Então, quem não teve tempo de comprar o presente com antecedência, por conta da correria, mesmo, pode deixar a mãe na Praça de Eventos nova, um espaço bem bacana, por trás da Michelle Lingerie. Lá, ela vai assistir a um show muito legal de Thayse Dias, a partir das 11h e ainda ganhar uma caricatura assinada pelo talentoso Alexandre Magno, artista da terra que vai estar no Polo Caruaru dando mais esse presentão pra sua mãe.

Depois, você ainda pode escolher um dos restaurantes da Praça de Alimentação e almoçar com ela. que tal?

Então, combinado, o Polo espera você e sua mãe!

Catedral terá show de Rosimar Lemos no Dia das Mães

Celebrando o domingo do Dia das Mães, 12 de maio, a Catedral de Nossa Senhora das Dores terá todas as suas celebrações dominicais (6h30, 11h e 18h) com momentos de homenagens às mulheres. Após a missa das 18h, haverá quermesse musical, uma oportunidade de confraternizar, fazer um lanche e participar do show de Rosimar Lemos, que promete trazer muita emoção para comemorar a data.

Durante a quermesse haverá a venda de rifas com sorteios de um relógio feminino e um eletrodoméstico. Toda a renda arrecadada com o evento será destinada à conclusão das obras de reforma da Catedral.

Transportadoras e caminhoneiros alertam para risco de nova paralisação

Representantes dos caminhoneiros voltaram a defender, ontem (8), que a Petrobras reajuste o preço do óleo diesel com menos frequência, espaçando o máximo possível os aumentos do valor do combustível. Segundo representantes da categoria que participaram da audiência pública na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, a oscilação dos preços tem inviabilizado a definição do valor do frete cobrado, prejudicando os caminhoneiros autônomos e as transportadoras.

“Não temos a capacidade técnica de suportar aumento de preços diários, quinzenais ou mesmo mensais”, disse o presidente da Confederação Nacional do Transportes (CNT), Vander Francisco Costa, ao apresentar a sugestão da entidade que representa as empresas de transporte de carga. “Nossa proposta é que as variações de preços que acompanham o mercado internacional sejam feitas com intervalo mínimo de 90 dias. A Petrobras tem condições de fazer isso sem alterar sua política de preços”, afirmou Costa, lembrando que a própria Petrobras, como contratante do transporte rodoviário, é prejudicada pela falta de previsibilidade que tende a prejudicar os caminhoneiros ou encarecer o frete.

Já o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, criticou os frequentes aumentos do óleo diesel e o descumprimento da tabela mínima de frete. A política do frete mínimo foi uma das reivindicações dos caminhoneiros que paralisaram as estradas de todo o país em maio de 2018. A Lei 13.703, de agosto do ano passado, estabelece que os pisos mínimos de frete deverão refletir os custos operacionais totais do transporte, definidos e divulgados nos termos da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), com priorização dos custos referentes ao óleo diesel e aos pedágios. O que, segundo Fonseca, está sendo descumprido.

“Ninguém está cumprindo a lei. O que está acontecendo é que o caminhoneiros autônomos estão sendo penalizados, estão morrendo à míngua. Não temos mais trabalho. O óleo diesel aumenta todos os dias. Algo precisa ser feito urgentemente”, pediu o sindicalista. “Nos subterrâneos, em volta do que está acontecendo aqui, está se armando muita coisa ruim, muita coisa feia para desestabilizar este governo e este país. Vocês podem achar que isto não é verdade, mas é”, acrescentou Fonseca, explicando que diretores e membros da Abcam participam de centenas de grupos de Whatsapp onde o “descontentamento” de cerca de 150 mil caminhoneiros “está fervendo”.

O presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Diumar Bueno, reforçou que a crescente insatisfação dos caminhoneiros autônomos pode resultar em uma nova crise. “É preciso uma definição, [são necessárias] ações diretas para o problema do óleo diesel. Ou acabaremos de forma calamitosa. E já estamos muito próximos do que aconteceu no ano passado, daquela situação estagnante.”

“A previsibilidade de reajuste de preços a cada 15 dias não vai surtir nenhum reflexo para o setor. Nem para os autônomos, nem para as empresas. Isto é muito pouco para a previsibilidade logística de que precisamos para [definir] o frete”, afirmou o presidente da CNTA, defendendo medidas além da definição do frete mínimo. “Já no ano passado, quando defendemos a tabela de frete, falávamos da regulação transparente, lógica, de um piso mínimo de frete. O atual governo reconhece que a indústria e o agronegócio estão pagando muito pelo frete, enquanto os caminhoneiros estão recebendo pouco. Isso é resultado da falta de regulamentação. A partir do estabelecimento do piso mínimo de frete, o caminhoneiro vai poder usufruir do livre mercado, podendo estabelecer sua margem de lucro”, finalizou Bueno.

Presente à audiência, o secretário executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, assegurou que, antes mesmo de assumir, ainda durante a transição, o governo federal vem procurando dialogar com os representantes do setor a fim de elaborar políticas públicas que assegurem a sustentabilidade da atividade. Sampaio disse que a questão da tabela de frete está sendo “revista” com a “ampla participação das categorias”. O secretário executivo afirmou que o governo vem atuando para reduzir a burocracia e aperfeiçoar a regulamentação das várias atividades envolvidas no setor.

A superintendente de Serviços de Transporte Rodoviário e Multimodal de Cargas da ANTT, Rosimeire Lima de Freitas, lembrou que, ao longo do mês, a agência realizará audiências públicas para discutir a questão da tabela do frete.

Por Alex Rodrigues – Repórter da Agência Brasil
Foto: Arquivo Ag. Brasil

Atendimento em postos de saúde poderá ter horário ampliado

De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, as opções de carga horária semanal a serem disponibilizadas aos chamados postos de saúde são 40 horas (esquema atual), 60 horas e 75 horas. Atualmente, a maioria das unidades funciona até as 17h. Com a mudança, elas poderão atender até as 22h.

Ainda segundo o ministro, a partir da publicação da portaria, prefeitos e secretários municipais de Saúde terão de se organizar para definir qual a carga horária a ser adotada em cada unidade básica de saúde do respectivo município. “Nós estamos dando para eles algumas coisas que eles nunca tiveram. Que as equipes possam ter propostas de trabalho de 40 horas, de 60 horas e de 75 horas. Que eles organizem os horários dessas equipes”, disse.

Outra novidade prevista na portaria, segundo Mandetta, é a possibilidade de cada unidade básica de saúde poder contar com até seis equipes de profissionais e não mais três, como funciona atualmente. A proposta do ministério é que os postos de saúde que aderirem à carga horária de 75 horas semanais possam organizar melhor seu esquema de trabalho tendo disponíveis mais equipes e, em alguns casos, triplicando a verba de custeio.

“A gente espera, com isso, desafogar muito as UPAs [unidades de pronto atendimento] e emergências”, disse o ministro, ao citar como exemplo mulheres que buscam atendimento médico para os filhos depois das 17h. “Parece que criança só piora de noite. E aí, o único local que essa mãe tinha era uma UPA. Às vezes, ela atravessava a cidade. Ter até as 22h também pode ser um momento para fazer a vacina, colocar tudo em dia, fazer o preventivo.”

Por Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Maia acata pedido de Bolsonaro e acelera projeto de porte de arma na zona rural

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu acelerar a votação de um dos projetos de porte de arma de fogo na zona rural que tramitam na Câmara, atendendo a pedidos do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Na terça (7), foi assinado um decreto que flexibiliza a posse de arma. Trata-se de coisas distintas.

O caso em questão foi alvo de discussão na segunda (5) entre o ministro e Maia. Eles acertaram dar celeridade ao projeto de autoria do deputado Afonso Hamm (PP-RS), o PL 6.717/2016, que já tramitava na Casa, mas estava arquivado. Um requerimento de urgência está para ser aprovado no plenário – há expectativa de que isso ocorra ainda na sessão desta quarta-feira (8).

Já na terça (7), Maia designou o Capitão Augusto (PR-SP) como relator de plenário para o substitutivo que deve ser apresentado em breve, e decidiu que o relatório da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o único colegiado por onde a proposta ainda não passou, seguirá direto ao plenário.

Determinou ainda que este parecer trate também do mérito, além da constitucionalidade do texto – a função da comissão. A intenção com isso é que possa haver alterações de conteúdo do relatório do ex-deputado Alberto Fraga (DEM-DF), que relatou o projeto nas Comissões de Segurança Pública e Agricultura, por onde o texto passou em 2017.

“Revejo o despacho de distribuição do Projeto de Lei n. 6.717/2016, nos termos do art. 141 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, para incluir a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania como competente para se pronunciar quanto ao mérito. Publique-se. Oficie-se”, informa o andamento da proposta.

Segundo o deputado Capitão Augusto, o novo relatório ainda está em fase de elaboração, mas deve alterar o conceito de “domicílio”, de forma que o proprietário rural tenha o direito de circular por toda a sua propriedade com arma de fogo. Isso pode provocar uma mudança substancial e reduzir as exigências para a retirada do porte de arma, bastando a posse. O novo texto será analisado junto com o presidente da Câmara.

A demanda surgiu no domingo retrasado, quando Maia esteve no Palácio da Alvorada em uma conversa com o presidente Jair Bolsonaro. Um dia depois, ao participar de uma feira de agícola, Agrishow, o Bolsonaro disse ter conversado a respeito com Maia e que ele prometeu dar encaminhamento a essa pauta.

“Vai dar o que falar, mas uma maneira que nós temos de ajudar a combater a violência no campo é fazer com que, ao defender a sua propriedade privada ou a sua vida, o cidadão de bem entre no excludente de ilicitude. Ou seja, ele responde, mas não tem punição. É a forma que nós temos que proceder. Para que o outro lado, que desrespeita a lei, tema vocês, tema o cidadão de bem, e não o contrário”, disse o presidente na feira.

Fonte: Congresso em Foco
Foto: Gilmar Félix/Câmara dos Deputados

Inscrições abertas para passeio ciclístico em comemoração ao aniversário de Caruaru

Em celebração pelo aniversário de Caruaru, comemorado em 18 de maio, a Gerência de Esportes e Lazer da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru irá realizar uma programação especial nesta data. A primeira ação vai ser um passeio ciclístico pelas ruas da cidade. A concentração será na Estação Ferroviária a partir das 05h30 da manhã, com largada às 7h.

As inscrições estão sendo realizadas no térreo da sede da Prefeitura de Caruaru, que fica na Praça Teotônio Viléla, s/n – Nossa Sra. das Dores, das 08h às 12h e das 14h às 17h. Para se inscrever é preciso levar 1kg de alimento não perecível. Os primeiros 450 inscritos ganharão um vale kit para receber no dia do evento bolsa, garrafa e camisa personalizada.

Na programação da tarde do dia 18, se dará início à segunda parte da programação da gerência, com as atividades do projeto “Caruaru em Movimento”. Desta vez, a ação aportará no Monte Bom Jesus com esporte e lazer para toda a família. Vai ser a partir das 15h com dança, ginástica, jogos, lutas e brincadeiras supervisionadas por acadêmicos e profissionais de Educação Física.

Professores de escolas na Funase participam de formação continuada

Professores da rede estadual de ensino que atuam nas escolas situadas dentro de unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) participaram, até ontem (8), de uma formação continuada. Com o tema “Será que eu falei o que ninguém ouvia?”, a capacitação tem o objetivo de aperfeiçoar práticas que aproximem o ambiente educacional dos anseios dos adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas. O evento ocorreu no auditório do Centro Universitário Tiradentes (Unit), no bairro da Soledade, no Recife, e é realizado pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE), com a participação de representantes da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), à qual a Funase é vinculada.

Na palestra de abertura, a gerente geral do Atendimento Socioeducativo da SDSCJ, Suelly Cysneiros, fez um panorama de conceitos de pensadores da educação acerca de temas como empatia, pedagogia da presença, a perspectiva do afeto nas relações entre professores e alunos em sala de aula, o ato infracional como processo de construção social e o protagonismo juvenil, destacando a autonomia e o compromisso do jovem. Em seguida, a coordenadora dos projetos Novas Oportunidades e Vida Aprendiz, Nericleide Nunes, reforçou a importância do trabalho dos docentes e dos profissionais técnicos da Funase no processo de reinserção social.

“Viemos destacar práticas que vêm dando certo e aprimorar o que precisa ser melhorado. Temos 1.498 socioeducandos na Funase e outros 3.128 adolescentes e jovens no meio aberto. É um público significativo, de mais de quatro mil pessoas, que está no alcance das políticas públicas que estamos discutindo”, afirmou Suelly.

O evento teve a presença de cerca de 80 professores que atuam em anexos de escolas estaduais localizados em centros da Funase. Ainda participaram da formação a gerente de Educação Inclusiva, Direitos Humanos e Cidadania da SEE, Vera Braga, a coordenadora do Eixo Educação da Funase, Sônia Melo, coordenadores pedagógicos das escolas e coordenadores de unidades socioeducativas. A programação ainda contou com a realização de oficinas temáticas. “Esses encontros formativos são muito importantes para que a gente reflita sobre como a escola pode contribuir para a construção de projetos de vida dos socioeducandos. Queremos que ela tenha a cara dos adolescentes”, disse o chefe de unidade de Educação no Sistema Socioeducativo, Hugo Regis.

“Reforma da Previdência” é tema de debate na Uninassau

O curso de Direito da Faculdade Uninassau Caruaru realiza, nesta sexta-feira (10), uma mesa redonda que debaterá o tema “Reforma da Previdência: respeito à autonomia dos municípios”. O evento é gratuito e aberto ao público, em especial estudantes e profissionais da área do direito e do serviço social. Estudantes e professores dos dois cursos estarão presentes na atividade, que iniciará às 19h30, no auditório. As inscrições serão feitas no local do evento.

Bacharéis em Direito e convidados conduzirão a mesa redonda. Entre os convidados estão Ana Maraiza, que é pós-graduada em Direito Público, o pós-graduado em Direito Público e Direito do Processo Previdenciário, Brunno Galvão, e o professor da Uninassau Caruaru e Especialista em Advocacia Trabalhista, Fábio Souza.

A coordenadora do curso de Direito da Uninassau Caruaru, Teresa Tabosa, ressalta a importância do aluno e profissional participar de atividades como essa. “O discente ou o indivíduo já formado nas mais diversas áreas pode aprender ainda mais sobre o tema, ao mesmo tempo em que pode contribuir para o debate, para que possamos entender em grau ainda maior como funciona a autonomia dos municípios e sua ligação com a Reforma da Previdência”, afirma.

Publicidade

Facebook

x